São estacas de concreto moldadas “in loco”, executadas mediante a introdução no terreno, por rotação, de uma haste tubular dotada externamente de uma hélice contínua (trado contínuo). A injeção de concreto é feita pela própria haste tubular, simultaneamente a retirada desta, sem rotação, mantendo uma pressão de injeção de modo a evitar vazios no fuste da estaca.

Este processo é aplicável às mais variadas condições do solo, exceto na ocorrência de materiais impenetráveis.

 

PRINCIPAIS VANTAGENS:

TOTAL AUSÊNCIA DE VIBRAÇÃO, ELEVADA PRODUTIVIDADE E

EFETIVO CONTROLE DE EXECUÇÃO POR MEIO DE MONITORAMENTO ELETRÔNICO.